O surgimento do Bahiano de Tênis.

O surgimento do Bahiano de Tênis, em 1916, apesar de não ser o primeiro clube esportivo da capital, é feito de forma a romper com o sentido da improvisação. Até ali, a maioria dos clubes não tinha sede própria. As reuniões se davam em salas alugadas ou emprestadas no centro da cidade. Quando havia sede social própria, tratava-se de construção modesta com um ou dois cômodos e uma recepção.
No ato da fundação, a joia cobrada aos 30 sócios é de 50 mil réis, ou cinco vezes maior do que o Esporte Clube Vitória. Já por aí dá para perceber o motivo de nascer com nome de aristocrático.
A sede do clube era, então, uma barraca de lona que custara 30 mil réis. Com o término da construção das quadras, o número de sócios já havia subido de 30 para 100. A providência para a ampliação da estrutura física foi tomada a 23 de janeiro de 1916, numa assembleia que aumentou o valor da mensalidade de 5 mil para 10 mil réis.
Foto: Acervo Núcleo de Memoria CBT
Identificação: Esquerda para a direita: Mário Pereira, Jayme Villas Boas e Julieta Villas Boas Machado (esposa), Mario Tarquínio e Bertha Teixeira Leal Tarquínio (esposa) e Anísio Guimarães.

post4

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *