Thiago Wild vence argentino favorito e conquista a 32ª edição do Bahia Juniors Cup. Pedretti fatura o 3º título

E deu Brasil no duelo contra a Argentina no masculino na 32ª edição do Bahia Juniors Cup realizado no Clube Bahiano de Tênis, em Salvador (BA). O torneio reuniu onze países e foi o maior evento de tênis Infanto-juvenil do Nordeste e maior do país no segundo semestre. A competição foi a terceira maior do Brasil na temporada e conta com pontuação Grau 3 para o ranking mundial da Federação Internacional de Tênis.

Thiago Wild, 149ª do mundo e tenista de Marechal Candido Rondon (PR) e que treina no Rio de Janeiro, derrubou o principal favorito e 110º colocado, o argentino Sebastian Baez por 6/2 5/7 6/4 após mais de duas horas de partida e faturou seu primeiro título ITF na carreira: “Estou muito feliz, é minha primeira conquista ITF. Foi uma vitória no mental, jogo super duro no calor, com vento, tive que me superar ali no final, mas muito feliz”, comemorou o paranaense que agora ficará mais perto dos 100 melhores do mundo e projeta voos mais altos: “Essa conquista é bem importante pois me faz dar um bom salto no ranking e ajuda a jogar as principais competições juvenis. Ano que vem vou focar nos Grand Slams juvenis e também disputar mais em torneios profissionais”, afirmou o jovem de 16 anos que tem no currículo título em Roland Garros na categoria 14 anos.

O título de duplas ficou com João Lucas Reis e Matheus Pucinelli que bateram Wild e Vinicius Feijão por 7/6 (7/3) 6/2.

E teve título para o Brasil no feminino também. Thaísa Pedretti, 60ª colocada e número 1 do país, fez valer seu favoritismo para derrotar a também brasileira Vitória Okuyama, 187ª e quarta pré-classificada, por 6/1 6/2 na primeira final do dia. A tenista de 17 anos conquista seu terceiro título na competição e segundo consecutivo – venceu também em 2013: “Estou muito feliz. Não sei o que tem a Bahia comigo, mas o torneio é excelente. Pessoal sempre me tratou bem aqui, a organização é excelente e fazem o melhor pros jogadores”, disse Thaísa que ainda entrou um pouco cansada por conta da sinusite que lhe atacou nos últimos dias: “Ainda estava um pouco mal, estou tomando o remédio aqui hoje estava calor, mas vim pro tudo ou nada, sabia que hoje era uma final, então consegui fazer o meu melhor”.

A paulista ergue seu terceiro troféu consecutivo – ganhou em Montevidéu, no Uruguai, e Florianópolis, na Copa Guga Kuerten: “Muito bom, dá uma confiança a mais. Jogo dois futures (torneios profissionais) na Colômbia, depois dois juvenis no México. Minha meta é baixar mais meu ranking para entrar nos Grand Slams e também elevar meu ranking profissional”.

Nas duplas, título para Nathalia Gasparin e Okuyama ficaram com o troféu batendo Pedretti e a boliviana Daniela La Fuente por 7/6 (10/8) 2/6 10/6.

Baiano Gustavo Schwebel é vice-campeão na categoria 14 anos – O baiano Gustavo Schwebel, que treina no Clube Bahiano de Tênis, lutou, mas ficou com o vice-campeonato na categoria 14 anos ao perder para o paraense Joaquim Almeida por 6/4 1/6 6/3 . Esta foi a melhor campanha de Schwebel na carreira e sua primeira decisão de evento Cosat com pontuação para o ranking Sul-Americano.

Foram 230 tenistas de onze países disputando as categorias 18 anos com pontuação Grau 3 pro ranking mundial da Federação Internacional de Tênis, 16 e 14 anos com pontuação pro ranking da Confederação Sul-Americana de Tênis, o Cosat, 12 anos e a novidade da categoria Kid´s, até 11 anos, com pontuação pro ranking da Confederação Brasileira de Tênis.

Resultados deste Domingo da Categoria Principal (18 anos ITF):

Masculino

(2) Thiago Wild (BRA) 2×1 (1) Sebastian Baez (BRA) 6/2 5/7 6/4

Feminino

Thaísa Pedretti (BRA) 2×0 (4) Vitoria Okuyama (BRA) 6/1 6/2

Galeria dos Campeões:

18 anos – Thiago Wild (BRA) e Thaísa Pedretti (BRA) / João Reis e Matheus Puccineli (BRA) e Nathalia Gasparin/Vitória Okumaya (BRA)

16 anos – Rafael Marques e Giovanna Moreira Duplas: Rafael Marques e Raí Araújo / Giovanna Jallas e Thaísa Bolzan

14 anos – Joaquim Almeira e Sophia Xavier Duplas: Joaquim Almeida e Breno Ferreira / Gabriela Mascarenhas e Julia Cantalino

12 anos – Lucas Silva e Ana Reis / José Neto e Leonardo Oliveira

O 32º Bahia Juniors Cup teve edição comemorativa dos 100 anos do Clube Bahiano de Tênis e é um revelador de talentos. Disputado desde 1985, o evento trouxe ano passado o sobrinho de Fernando Meligeni, Felipe Alves Meligeni, que recentemente encerrou sua carreira juvenil conquistando o US Open nas duplas se tornando o quinto brasileiro na história a ganhar um Major como júnior, feito alcançado por exemplo por Gustavo Kuerten nas duplas de Roland Garros em 1994. Kuerten que esteve no evento anos antes conquistando a categoria 16 anos em final apertada diante do baiano Duda Catharino, hoje diretor do evento e que coordena a equipe de competição do Clube Bahiano com um dos grandes talentos do tênis local e melhor do país nos 14 anos, Maria Menezes.

Além de Guga, o torneio teve a presença de Fernando Meligeni, semifinalista de Roland Garros em 1999, quarto lugar na Olimpíada de Atlanta de 1996 e ex-top 25 profissional,  Marcelo Saliola, Marcio Carlsson, Marcos Daniel, Jaime Oncins, Flavio Saretta, André Sá, Daniel e Marcelo Melo dentre muitos outros nomes expoentes do tênis brasileiro.

Mais informações, programações, chaves e fotos no site do torneio http://www.bahiajuniorscup.com.br . Mais Fotos em alta resolução solicitar por email ou pelos contatos abaixo.

Serviço:

Onde: Clube Bahiano de Tênis

Endereço: Rua Oito de Dezembro, 525 – Graça – Salvador (BA)

O Bahia Juniors Cup contou com o patrocínio do Governo do estado da Bahia pela Sudesb- Superintensd e da Construtora Moura Dubeux e apoio da Gatorade, Águas Meleva e Cassi Turismo. O evento é chancelado pela Federação Bahiana de Tênis, Confederação Brasileira de Tênis, Federação Internacional de Tênis e Cosat.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *